quinta-feira, 28 de maio de 2015

Homenagem às Mães

No dia 16/05, a EMEF Urbano Ribas promoveu uma homenagem às Mães nas dependências da escola. Por ocasião do evento, houve também apresentações para as mães, sorteio de brindes, brechó, serviços de beleza (Universidade Popular), Feira de Saúde (AMEPLAN) e venda de cachorro-quente. A escola sentiu-se muito honrada como grande número de participantes, vindo prestigiar o momento e que pode usufruir dos serviços oferecidos à comunidade.
Alguns destes momentos, estão retratados nas imagens abaixo:

Mounting created Bloggif
Montagem criada Bloggif

segunda-feira, 4 de maio de 2015

segunda-feira, 27 de abril de 2015

MOMENTO PATRIMÔNIO 2015

UPF lança temporada 2015 do Momento Patrimônio

O Programa Momento Patrimônio é vinculado ao Centro de Cultura, Comunicação e Patrimônio da UPF e é coordenado pelo curso de História da UPF.

Créditos: Leonardo Andreoli
UPF lança temporada 2015 do Momento Patrimônio
O lançamento da quarta temporada do Programa Momento Patrimônio foi realizado na quarta-feira (01), na sede da UPF TV, no Campus I da Universidade de Passo Fundo (UPF). Integrantes das escolas participantes dos programas, imprensa, autoridades e comunidade em geral conheceram um pouco mais sobre o tema desta edição, denominado  “Rede de Memórias”. Até novembro, serão exibidos oito programas com aspectos históricos e patrimoniais de seis comunidades passo-fundenses. O Programa Momento Patrimônio é vinculado ao Centro de Cultura, Comunicação e Patrimônio da UPF e é coordenado pelo curso de História da UPF.
De acordo com a coordenadora do projeto, historiadora e professora da UPF, Ironita Machado, a quarta temporada foi um trabalho de um ano, no qual as escolas desenvolveram oficinas, discutiram a questão patrimonial e, posteriormente, colocaram em prática o projeto, que contou com o envolvimento de integrantes dos bairros como moradores antigos, segmentos religiosos, entre outros elementos. A UPF TV, que acompanhou todo o processo, transformou o trabalho nos programas televisivos deste ano. “São cinco anos de trabalho e quatro temporadas. Discutir o patrimônio é muito significativo porque ele representa os elementos de identidade da sociedade. Não é aquele patrimônio historicamente reconhecido na cidade, mas aquele reconhecido pelas comunidades. Por isso que esta temporada é denominada rede de memórias”, destacou Ironita.

A vice-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários da UPF, Bernadete Dalmolin, enfatizou que o projeto Momento Patrimônio resgata a história local e regional. “É um encontro com as memórias, com o patrimônio, e resgata nossa história. Esse projeto integra o ensino, a pesquisa e a extensão, e conta, a partir de  um olhar diferente, muitas das nossas histórias. É um momento muito feliz”, declarou Bernadete.

A diretora de produção do Programa Momento Patrimônio, Afani Baruffi, ressaltou que os programas valorizam a identidade das comunidades. “Nesta temporada, o programa sai do centro e vai para os bairros, com o propósito de saber se as comunidades reconhecem seu patrimônio. Nosso papel como emissora educativa é dar voz à comunidade”, enfatizou Afani.

Programa de estreia
O primeiro programa da quarta temporada, exibido na última sexta-feira (03), realizou a apresentação do projeto  “Rede de Memórias: patrimônio, ensino e extensão” e contou com a presença da secretária municipal de Planejamento, Ana Paula Wickert, e dos acadêmicos do curso de História Djiovan Vinícius Carvalho e Augusto Diehl Guedes. A mediação do debate foi feita pela coordenadora do projeto, Ironita Machado.

O próximo programa vai ao ar no dia 01º de maio, às 21h, com reapresentações no sábado (02/05) e no domingo (03/05), às 20h30min. Os programas serão exibidos sempre na primeira sexta-feira de cada mês. A UPFTV pode ser sintonizada pelo canal 4 da TV aberta, canal 8 da NET, canal 20 em Carazinho e 54 em Marau.
 
Cronograma dos próximos programas:
01/05: Espaço, ocupação e identidade - Loteamento Independente  (EMEF Urbano Ribas).
05/06: Pedagogia de Projetos e Patrimônio - Loteamento Copacabana (EMEF Wolmar Salton).
03/07: Religiosidade e Tradições - Loteamento Jerônimo Coelho (EMEF Pe. Anchieta).
07/08: Construção do lugar de vivência - Bairro São Luiz Gonzaga (EMEF São Luiz Gonzaga).
04/09: Lugares de vivência, ensino e sentidos - Loteamento Maggi De Césaro (EMEF Frederico Ferri).
02/10: Patrimônio Ambiental - Loteamento Professor Schisler (EMEF Dyógenes Martins Pinto).
06/11: Patrimônio, ensino e responsabilidade social - Projeto e Exposição Rede de Memórias (MHR).

quinta-feira, 12 de março de 2015

ALUNO DA ESCOLA CLASSIFICADO PARA A ESCOLA DE HACKERS AVANÇADA


Durante o ano de 2014, um grupo de alunos da EMEF Urbano Ribas teve a oportunidade de participar do projeto Escola de Hackers. Este projeto é uma iniciativa Secretaria Municipal de Educação de Passo Fundo, com o apoio da Universidade de Passo Fundo (UPF), e tem por objetivo oportunizar espaço para desenvolvimento de competências na área de programação de computadores e de raciocínio lógico matemático para estudantes do Ensino Fundamental da rede pública de Passo Fundo.
Um encontro realizado na terça-feira, dia 03 de março, marcou o início das atividades do projeto Escola de Hackers do município de Passo Fundo, uma ação que se propõe a ensinar programação de computadores em todas as escolas públicas municipais do município.

Em 2015, serão formadas turmas de 15 alunos, que terão encontros ao longo do ano nas escolas para desenvolver programas com a linguagem Scratch. As aulas serão acompanhadas pelos professores das escolas participantes e ministradas por estudantes dos cursos de Tecnologia da Informação da UPF e de instituições parceiras. Conforme o professor Adriano Teixeira, coordenador do projeto, trata-se de uma ação única no país e, como tal, coloca Passo Fundo na vanguarda da informática educativa. “Existem experiências pontuais ao redor do mundo, mas poucas da envergadura desta que estamos executando desde 2014”, destaca.
Novidades para 2015
Em 2015, o projeto conta com duas novidades: a Escola de Hackers Avançada, destinada aos alunos que se destacaram no projeto em 2014, e o Berçário de Hackers, desenvolvido com alunos de 5 e 6 anos da educação infantil. De acordo com Teixeira, os participantes da Escola de Hackers Avançada deverão desenvolver habilidades e competências em robótica educativa livre, enquanto que as crianças do Berçário de Hackers terão noções básicas de programação de computadores utilizando tablets.
O projeto Escola de Hackers Avançada faz parte da iniciativa da Secretaria Municipal de Educação e dá continuidade ao projeto Escola de Hackers, apresentando uma alternativa de qualificação e ampliação do conhecimento desenvolvido pelos alunos que participaram no ano anterior das atividades nas escolas e que tenham se destacado. Será realizado na IMED e consiste em atividades envolvendo robótica educativa. Com periodicidade semanal, terá início no dia 02/04/2015 às 14 horas no Laboratório de Inovação da IMED.
Durante o ano que passou, alguns alunos demonstraram especial habilidade na área de programação de computadores. Foi o caso do  aluno de nossa escola,  Matheus De Ramos Fogasso, classificado e convidado para participar do projeto Escola de Hackers Avançada. 
A aula inaugural do projeto Escola de Hackers acontece no dia 30 de março, às 14h, no auditório do prédio B5 da UPF. A atividade é aberta à comunidade e será ministrada por Alexandre Oliva, ativista do software livre, que é colaborador e fundador da Fundação Software Livre na América Latina e, atualmente, desenvolve estudos de doutorado na Unicamp.
Mais detalhes sobre este assunto , podem ser vistos no vídeo de entrevista com o prof. Adriano Teixeira, pontuando detalhadamente em que consiste o projeto.
video