quinta-feira, 12 de março de 2015

ALUNO DA ESCOLA CLASSIFICADO PARA A ESCOLA DE HACKERS AVANÇADA


Durante o ano de 2014, um grupo de alunos da EMEF Urbano Ribas teve a oportunidade de participar do projeto Escola de Hackers. Este projeto é uma iniciativa Secretaria Municipal de Educação de Passo Fundo, com o apoio da Universidade de Passo Fundo (UPF), e tem por objetivo oportunizar espaço para desenvolvimento de competências na área de programação de computadores e de raciocínio lógico matemático para estudantes do Ensino Fundamental da rede pública de Passo Fundo.
Um encontro realizado na terça-feira, dia 03 de março, marcou o início das atividades do projeto Escola de Hackers do município de Passo Fundo, uma ação que se propõe a ensinar programação de computadores em todas as escolas públicas municipais do município.

Em 2015, serão formadas turmas de 15 alunos, que terão encontros ao longo do ano nas escolas para desenvolver programas com a linguagem Scratch. As aulas serão acompanhadas pelos professores das escolas participantes e ministradas por estudantes dos cursos de Tecnologia da Informação da UPF e de instituições parceiras. Conforme o professor Adriano Teixeira, coordenador do projeto, trata-se de uma ação única no país e, como tal, coloca Passo Fundo na vanguarda da informática educativa. “Existem experiências pontuais ao redor do mundo, mas poucas da envergadura desta que estamos executando desde 2014”, destaca.
Novidades para 2015
Em 2015, o projeto conta com duas novidades: a Escola de Hackers Avançada, destinada aos alunos que se destacaram no projeto em 2014, e o Berçário de Hackers, desenvolvido com alunos de 5 e 6 anos da educação infantil. De acordo com Teixeira, os participantes da Escola de Hackers Avançada deverão desenvolver habilidades e competências em robótica educativa livre, enquanto que as crianças do Berçário de Hackers terão noções básicas de programação de computadores utilizando tablets.
O projeto Escola de Hackers Avançada faz parte da iniciativa da Secretaria Municipal de Educação e dá continuidade ao projeto Escola de Hackers, apresentando uma alternativa de qualificação e ampliação do conhecimento desenvolvido pelos alunos que participaram no ano anterior das atividades nas escolas e que tenham se destacado. Será realizado na IMED e consiste em atividades envolvendo robótica educativa. Com periodicidade semanal, terá início no dia 02/04/2015 às 14 horas no Laboratório de Inovação da IMED.
Durante o ano que passou, alguns alunos demonstraram especial habilidade na área de programação de computadores. Foi o caso do  aluno de nossa escola,  Matheus De Ramos Fogasso, classificado e convidado para participar do projeto Escola de Hackers Avançada. 
A aula inaugural do projeto Escola de Hackers acontece no dia 30 de março, às 14h, no auditório do prédio B5 da UPF. A atividade é aberta à comunidade e será ministrada por Alexandre Oliva, ativista do software livre, que é colaborador e fundador da Fundação Software Livre na América Latina e, atualmente, desenvolve estudos de doutorado na Unicamp.
Mais detalhes sobre este assunto , podem ser vistos no vídeo de entrevista com o prof. Adriano Teixeira, pontuando detalhadamente em que consiste o projeto.
video